quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Á vezes acontece....

- Como você está chata, reclama de tudo, nada está bom.

- Pois é, na sua opinião sou sempre chata, nunca tenho razão.

- O problema é que você sempre quer ter razão, não aceita ser contrariada, e gosta de arrumar briga por besteira.

- Não quando estou certa. È pedir muito para você ajudar. Quer saber deixa, não preciso da sua ajuda mesmo.

- Você está sendo injusta, ajudo em tudo que posso, faço tudo o que você me pede.

- Não quero mais falar com você, e não fala comigo finge que não existo.
  Quatro horas depois...

- Não quero brigar com você.

-Nem eu com você, desculpa eu não precisava agir desse jeito por uma coisa tão pequena.

- Deixa que eu faço isso.

- Ahaa deixa isso pra lá, amanhã a gente limpa.

- Eu te amo.

- Eu te amo mais. 


Ás vezes brigar é tão bom. E amar melhor ainda.


6 comentários:

Chica disse...

Que legal ficou!E fazer as pazes é tão bom!!!beijos,chica

Taia Assunção disse...

Hehehehe...mas não do conta de esperar quatro horas...sou facinha...Beijocas!

Luciana Klopper disse...

Acho q já vi esse diálogo! hehehehe

(CARLOS - MENINO BEIJA - FLOR) disse...

Legal mesmo. Liga não. Eu também ouço às vezes, "como você está chato hoje". E falo também. Mas tudo termina bem, isso que imppora. Beijos

comunicadoras disse...

Há muito não vinha aqui, Ná. Está lindo o blog. Às vezes acontece...aliás, muitas vezes se briga e muitas pazes se fazem; imagina em 34 anos de casa as vezes em que isso aconteceu; mas, é assim mesmo...assim é que os relacionamentos duram; temos que considerar as brigas naturais e saber resolvê-las civilizadamente. Quanto ao desânimo, tenho sentido isso vezes sem conta e esse aperto também; muitas vezes é o início da pré menopausa . A mim já me passou essa fase, mas sentia muito isso e ainda sinto. É uma angústia que não sabemos explicar; parece mesmo que estamos à espera de alguma desgraça. Não sei a sua idade, mas se calhar é pré menopausa; eu estava ainda longe dos 50, tv uns 45 quando comecei com esses sintomas, mas estou com 57 e ainda sinto esse desanimo muitas vezes. Espero que volte com toda a força, pois faz-nos muita falta. Um beijinho e até breve
Emília

Dani dutch disse...

Ná, tudo bem?
Ná, sabe de precisamos muitas vezes ter esse tipo de dialogo, desabafar, limpar o coração da gente pra sobrar espaço so pro amor..
bjuss e otimo domingo