terça-feira, 2 de agosto de 2011

E assim caminha....

Hoje fui visitar minha querida Sheila Mendonça e fiquei pensando no post que ela escreveu sobre a letra cursiva estar perto do fim, então decidi postar novamente esse texto que eu havia publicado anteriormente em 07/02/2011.

 

Evolução da Lingua de Camões

Hoje no horário de almoço fui até em casa, como é perto de onde trabalho fui a pé. Passei em frente a um colégio onde os alunos estavam saindo da aula, na minha frente seguiam dois meninos que deveriam ter aproximadamente 12 ou 13 anos. O que me chamou atenção foi o diálogo que se seguia entre eles, achei tão absurdo que prestei mais atenção ainda e acabei gravando algumas palavras(oi?)

Segue alguns trechos desse dialogo (?) .


O diálogo que se seguia era o seguinte: (vou escrever do modo que escutei).

- Si pá nois vamo mano, o cara tá tirando a favela, a gente faz a correria e firmeza.
- Beleza tru se rola nois vai, cola lá no barraco mais tarde, firmeza.
Depois de escutar isso e mais algumas coisas esdrúxulas, fiquei pensando para onde estamos evoluindo, jovens que acabaram de sair da escola se comunicando dessa forma. Será que estão falando em outra língua ou será dialeto de alguma raça ainda não identificada?


O que custa pronunciar o português corretamente? Lembro-me na escola quando a professora falava para pronunciar as palavras devagar e pausadamente para que as pessoas escutassem, e olha que não sou nenhuma filha de Matusalém, hein. Será que inventaram outra forma de comunicação e eu ainda não fui comunicada?


Si pá nois vamo mano, o que quer dizer isso? Por misericordia alguém me socorre. (Tecla SAP) - PLEASE.
Tenho percebido como as pessoas ultimamente tem cortado cada vez mais as palavras. Será preguiça de falar a palavra inteira?
Esses dias estava conversando com uma pessoa por msn, e ela usava tantos emotions ao invés de palavras que acabei desistindo da conversa, porque sinceramente não entendia nada.

Então pergunto a quem puder responder.
O que está acontecendo com a língua portuguesa?
Para onde caminha a evolução da espécie?
Não pensem que tenho alguma coisa contra gírias, de vez em quando até solto algumas, mas será que um diálogo inteiro tem que ser falado em gíria? E digamos a verdade uma mais bizarra que a outra.
E a Língua Portuguesa, aonde vai parar?
Acho que Camões deve estar se revirando no túmulo.
Se perguntar pra um desses jovens que citei quem é Luís Vaz de Camões, acho que eles responderiam da seguinte forma:


Pô tru não conheço esse tiozinho não, mas si pá manda ele cola lá no barraco

15 comentários:

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

ahahah esse post tá perfeito! tem a ironia certa que o tema precisa, pq é algo preocupante.

a coisa anda demais. não consigo entender mais o que a molecada fala. sei q tb já fomos moleques, tb usávamos nossas gírias. mas acho q tudo tá mto exagerado, qse nada mais é dito no "original".

e o fim da cursiva? é FIM DA PICADA!

bjs boa semana

Tatiana disse...

Oi Na!
Outro dia o meu filho mais velho(de 16) estava me mostrando uma musica brasileira exatamente com esse linguajar,nao sei nem como ele entendeu alguma coisa(ja que nunca morou no Brasil).
A meu ver pareciam aqueles bandidos que vejo nos filmes brasileiros se comunicando e expliquei isso pra ele.
Agora, escutar esse tipo de comunicação entre meninos de 13 anos saindo da escola, é pra se assustar mesmo!
Provavelmente se estao espelhando em alguém do meio artístico ou de onde vivem.
Tenho um filho dessa idade e sei bem como gostam de imitar e seguir certas pessoas!!
Esse é um dos grandes desafios que uma mae passa quando tem adolescentes, quem será o "idolo" que seu filho seguirá(caso siga)?
Bjks.

Natália Santos disse...

Eu lembro desse texto,onde vamos parar né?

Eve disse...

Olha, se fosse aqui na Alemanha, isso seria chamado de "dialeto". hahahhaha

Bjs!

Cantinho She disse...

Minha querida, o seu post está muito bom! Adorei e levei o link lá pro meu Cantinho tb! É lamentável tudo isso, e muito triste, a inversão de valores só aumenta no nosso país... Enfim... :(
Beijo, beijoooo
She

Paty Chuchu disse...

hahahah realmente viu ,kkk!!Onde vamos parar??Di repenti tu pa´ e exprica pra nois ai mana,beleza??Amei !kkkk

Say disse...

Saudades minha querida! Forte abraço! Amei sua visitinha! Say.

Cissa Branco disse...

Ná,

Perfeito! Seu post não poderia ser melhor, discutíamos essa semana essa medida americana de tentar acabar com a letra cursiva. Na realidade nem os defensores da grafia cursiva consegue defender sua manutenção, porém creio que o caminho da abolição não seja o mais interessante, meu filho acha fantástica a letra cursiva, encara como um desafio e a faz perfeita, motivo de orgulho para uma mãe que sempre cultivou a letra cursiva. Creio que a escola caminha por um trajeto sem volta, já abolimos coisas demais na escola para facilitar a vida dos alunos, sob o argumento de que não é importante, com isso eles aprendem outras coisas, essas sim nem um pouco úteis. Nivelar por baixo é o problema da educação no pais, na minha singela opinião.
Grandes beijos e ótimo final de semana

Anne Lieri disse...

Ná,que saudade de vc!A gente se perde nessa blogosfera imensa!Amei o seu texto!Muito bem dito e assino embaixo!Os adolescentes estão desaprendendo a escrever, a falar...e infelizmente,porque nossa lingua é muito rica e bonita e todos nós saimos perdendo com isso!Parabéns pelo texto,sempre talentosa!Bjs,

Taia Assunção disse...

Segundo meu professor de Francês o mesmo acontece por aqui. Deve ser um fenômeno mundial...rsrsrsrs. Quanto ao twitter, o horário que ele está bombando tô indo dormir...rsrsrs. Beijocas e obrigada pelo carinho no blog velho com cara de novo.

Dani dutch disse...

Ná,
eu também não gosto de conversar no msn com aqueles simbolos não.
A gente nem entende o que a pessoa quer dizer.
bjuss

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
Ainda bem que a linguagem universal do amor compensa...
Tenha uma tarde linda e abençoada!!!
Bjs fraternos de paz

Taia Assunção disse...

Lamentável. Em casa sigo a seguinte regra: as crianças precisam saber falar e escrever em português e o usa de acordo com o ambiente. Se está entre amigos é óbvio que a linguagem será mais 'leve' nem por isso 'burralda'. Se está na escola ou noutro ambiente que peça uma linguagem mais formal eles têm competência para colocá-la em prática. Obs.: Marido escreve com letras de forma e eu cursiva. Beijocas!

Paty Chuchu disse...

Oiiiiiiii querida,tudo bem ?Eu ja estava vindo aqui te avisar do sorteio la do blog,mas vc foi mais rapida rsrsrs..Que bom,fico super fliz com a sua participacao ..beijocas

Minha Humilde Opinião disse...

oi, gotei do eu blog, depois da uma olhada no meu deixa um comentario (se não gostar comenta assim memo), POR FAVOR!!!